O que é Fintech e como começar a investir com pouco

O que é Fintech e como começar a investir com pouco

Depois da história da Betina, falar em investir para ficar rico começou a ser tornar uma visão cada vez mais popular entre pessoas que somente investiam seu dinheiro na poupança.

Mas ainda a poupança reina absoluta. Pesquisa mostra que 65% dos brasileiros ainda preferem investir seu dinheiro na poupança e 25% das pessoas optam por guardar dinheiro em casa! Apenas 8% investem em previdência privada ou Tesouro Direto e outros tipos de investimentos.

Essa visão precisa mudar e aos poucos as pessoas tem percebido que o baixo rendimento da poupança e a ideia de segurança que ela oferece, deve ser modificado para investimentos que também ofereçam certa tranquilidade, mas sejam mais rentáveis para uma vida financeira melhor.

Conheça neste artigo as Fintechs e veja como elas podem te ajudar a começar a investir com pouco e obter muito mais rendimentos e oportunidades financeiras que as formas tradicionais tem a oferecer.

Fintech

Uma forma de investimento que tem dado bons frutos e tudo pra crescer no Brasil e pelo mundo afora são as Fintechs. Fintech é a junção de Finanças mais Tecnologia, ou seja, empresas digitais focadas em investimentos através da internet.

As Fintechs podem ser desde um banco digital que visa dar conta corrente de graça até uma corretora de investimentos que faz a consultoria e aplica seu dinheiro nos melhores investimentos do mercado, dentro do seu perfil investidor.

As Fintechs tem a vantagem de serem empresas digitais e que logo, oferecem menores taxas por que possuem menos custos que um banco ou corretora de investimentos comum, sendo uma empresa moderna e eficiente, até mesma mais eficaz que as empresas tradicionais do mesmo ramo.

Os tipos de investimentos

Existem basicamente 2 tipos de investimentos: os de renda fixa e os de renda variável.

Os investimentos de renda fixa é quando você faz um tipo de empréstimo para um banco ou fintech e recebe o valor de volta com juros, já que o retorno é regulado por taxas de rendimentos fixas ou pós fixadas, ou seja, fixas pois independem das variações do mercado e pós fixadas pois levam em conta variações como taxa Selic por exemplo.

O bom desse tipo de investimento é que você já sabe de antemão quanto irá receber de retorno no final de um prazo determinado, porém podem haver percas para a inflação, no caso das fixas, porém não ter esse problema e ser mais segura no caso das pós fixadas, mas os valores de retorno podem ser mais altos ou baixos do que o investido.

Os investimentos mais conhecidos desse tipo são:

  • CDB;
  • Tesouro Direto;
  • CRI e CRA entre outros.

Já a venda variável trata especificamente da bolsa de valores, onde os investimentos independente de serem altos ou baixo, podem variar e trazer melhores retornos ou nenhum, em alguns casos pode haver a perca completa do investimento inicial.

Como começar?

Em primeiro lugar faça um planejamento financeiro e deixe um valor x todo mês para investir, de modo que esse valor não comprometa suas outras obrigações. Comece com valores baixos, o mínimo que é necessário no tipo de investimento escolhido e procure fazê-lo pelo maior tempo possível.

Alguns investimentos como os CDB´s oferecem a oportunidade de retirar o dinheiro investido com juros no tempo que quiser, porém quanto mais tempo continuar investido, melhor retorno você terá e mais experiência para investir futuramente em outros tipos de investimentos mais arriscados, mas com retorno melhor.

Aprenda um pouco mais sobre Contabilidade e Finanças

Você que quer aprender como começar a investir e também a planejar melhor como usar o seu dinheiro, além de se qualificar para o mercado da economia, uma forma  de aprender cada vez mais é fazendo cursos online na área de  Contabilidade e Finanças  que uma maneira mais fácil, rápida e com melhor custo benefício.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *